Dor muscular no pós-treino

Dor muscular no pós-treino

O acúmulo de ácido lático no corpo após o exercício pode ser uma das causas de dores prejudicando seu rendimento

O treino foi pesado e no dia seguinte tudo dói, essa é uma queixa muito comum para quem faz atividade física, principalmente entre os iniciantes e agora vamos entender o porquê.
Primeiramente, a contração e relaxamento de musculatura durante o esforço físico provoca micro-rupturas nas fibras musculares essas micro-lesões causam dor mas não são motivos para preocupação pois o organismo logo se recupera com o repouso.

Um outro fator associado às dores musculares no pós-treino é a produção e acúmulo de ácido lático no organismo. Para o exercício precisamos de energia e para produzi-la nosso organismo queima gordura e oxigênio, porém quando o esforço é maior do que o que estamos acostumados parte dessa produção de energia acontece sem o oxigênio e o resultado é a produção desse ácido.

O ácido lático acumulado na musculatura causa dor e também fadiga, sinais de que é preciso moderar o exercício. Estudos mostram que em pessoas sadias, porém sedentárias a produção desse ácido limita entre 50% a 55% a capacidade do metabolismo para produzir energia utilizando oxigênio, ou seja menos energia produzida com oxigênio, mais ácido lático no corpo e mais dor.

Portanto o condicionamento físico é essencial para a diminuição das dores musculares após o exercício, em indivíduos melhor condicionados existe ainda um aumento da tolerância ao acúmulo muscular e sanguíneo do ácido lático.

Sentir dor após a atividade física é um dos motivos pelo qual alguns podem abandonar o hábito de se exercitar, mas há solução!
Em primeiro lugar é preciso respeitar os limites do corpo, especialmente para os iniciantes é preciso passar por um período de adaptação para que o organismo se acostume com os novos estímulos, lembrando que o corpo precisa de um período de descanso para se recuperar.

Tão importante quanto começar a treinar é manter uma rotina regular de exercícios, a melhor forma de se livrar do ácido lático é manter o corpo em movimento, pois a musculatura receberá mais fluxo sanguíneo, facilitando a retirada desse ácido dos músculos, o ideal é alternar um treino mais intenso com outro mais leve.
Ainda é preciso respirar corretamente durante o exercício, assim aumentamos a oferta de oxigênio para o corpo.

Portanto não se desestimule, sentir dores depois da atividade física significa apenas que deve-se moderar o exercício, não abandoná-lo de vez, permitindo que seu corpo possa melhorar o condicionamento físico de forma gradual.

Por Augustus Moraes

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.